Sertãozinho: setor sucroenergético discute saída para a crise - SINDETANOL

SINDETANOL

Sindicato dos Trab. na Ind. Quím. Farm. e Fabr. de Álcool, Etanol,
Bioetanol e Biocombustível de Presidente Prudente e região

Sertãozinho: setor sucroenergético discute saída para a crise

Mais de 300 pessoas participaram do Encontro dos Prefeitos dos Municípios Canavieiros, iniciativa da Prefeitura de Sertãozinho promovida na manhã do dia 20 de julho no Teatro Municipal. As principais lideranças da cadeia produtiva sucroenergética participaram do encontro que teve como anfitrião o prefeito Nério Costa.


O evento foi prestigiado também pelos deputados federais José Mentor (PT), Vicentinho (PT), Duarte Nogueira (PSDB) e pelo deputado estadual Welson Gasparini (PSDB).


O prof. Dr. Marcos Fava Neves, da FEA-RP/USP apresentou dados sobre o setor e conclamou as lideranças presentes a combaterem, o que ele chama, de ‘miopia do setor’.


“O setor tem números fantásticos de demanda, precisa dobrar de tamanho até 2020 e novos produtos surgem para consumir derivados da cana, como o plástico e o combustível de aviação. A cadeia produtiva precisa se organizar e trabalhar em conjunto”, alertou Fava Neves.


O presidente interino da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Única) Antonio de Pádua Rodrigues também mostrou dados consistentes embora ressaltasse as dificuldades vividas pelas usinas com a queda da produção da cana, por problemas climáticos e também pela descapitalização dos produtores de cana. Ele disse acreditar que nos próximos trinta dias a presidente Dilma Rousseff deve anunciar as primeiras medidas para a retomada dos investimentos no setor.


Presidente da Organização dos Plantadores de Cana da Região Centro Sul, Ismael Perina Junior, foi mais contundente em suas críticas ao governo federal. “Estamos cansando de assistir o anúncio de medidas saneadoras para o setor, mas de concreto, nada. A alta ‘burrocracia’ estatal de Brasília está nos cansando e já estamos impacientes”, desabafou.


O presidente do Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (CEISE Br) e também diretor regional do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) lamentou a situação de ociosidade e de redução nos quadros de trabalhadores do parque industrial local. Ele também voltou a defender um pacto entre os elos da cadeia produtiva sucroenergética para a defesa em bloco dos interesses do setor.


Os trabalhadores, representados por Artur Bueno de Camargo, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins e Danilo Pereira da Silva, presidente da Força Sindical São Paulo, destacaram que a crise vivida no setor é ‘política’ e elogiaram a iniciativa do prefeito Nério Costa de trazer este debate para os municípios.


Por fim, o secretário adjunto do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de São Paulo, Aparecido de Jesus Bruzarosco anunciou investimento em regime emergencial de programas de qualificação e requalificação profissional dos trabalhadores demitidos nas indústrias locais.

FONTE: Força Sindical - SP



PALAVRA DO PRESIDENTE

25/03/2020

Por dia melhores, é preciso lutar contra o coronavírus mantendo o emprego e geração de renda

ler palavra do presidente

ACORDO COLETIVO

Acompanhe aqui os acordos coletivos

JORNAL

Ultima Edição

Novembro/2019

ver edição

ARQUIVOS
ONDE ESTAMOS

Rua Estevan Peres Bomediano, 79
CEP: 19.023-380 - Jd. Paulista
Presidente Prudente - SP

ATENDIMENTO

(18) 3221-6278

sindetanol@sindetanol.com.br

© 2020 Sindetanol. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Prudente Empresas