Trabalhadores estão sem receber na Usina Alvorada do Oeste - SINDETANOL

SINDETANOL

Sindicato dos Trab. na Ind. Quím. Farm. e Fabr. de Álcool, Etanol,
Bioetanol e Biocombustível de Presidente Prudente e região

Trabalhadores estão sem receber na Usina Alvorada do Oeste

A Usina Alvorada do Oeste, em Santo Anastácio, esta com dificuldades financeiras para pagar os trabalhadores. Até o momento, a empresa não efetuou o pagamento do salário referente a novembro, o que deveria ter ocorrido em cinco de dezembro e também não foi paga a primeira parcela do 13º salário dos trabalhadores, cujo prazo fixado em lei, é o dia 30 de novembro. 


Segundo a direção da empresa, que passa por um processo de recuperação judicial, não foram efetuados os pagamentos por falta de dinheiro. Cerca de 220 trabalhadores, estão sendo prejudicados diretamente pelo descumprimento destas obrigações trabalhistas e já passam por dificuldades, para quitar seus compromissos do dia a dia.


A usina já encerrou as atividades desta safra e os trabalhadores dos setores agrícola, industrial, executivo e administrativo, foram dispensados de irem à empresa. Segundo informações dos trabalhadores, desde o dia 13 de dezembro, foi desativada a operação de transporte para a usina, que fica 22 km distante de Santo Anastácio.


No período da manhã e na tarde de ontem (15/12), foram realizadas assembléias com os trabalhadores e os representantes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Farmacêuticas e Fabricação de Álcool, Etanol, Bioetanol e Combustível de Presidente Prudente e Região (Sindetanol). Nos encontros, realizados na praça central da cidade, foi exposto o problema, debatida a posição da empresa e acertadas as providências por parte dos trabalhadores. 


Conforme a direção da empresa existe todo um trabalho para que os pagamentos sejam realizados o mais rápido possível. A expectativa dos trabalhadores e do Sindetanol é a de que os pagamentos sejam efetuados hoje (16/12) porém, já esta marcada outra assembléia com os trabalhadores para às 18h, na praça central de Santo Anastácio, para avaliação das providências por parte da empresa.


Sindicato - O presidente do Sindetanol, Antonio Mendes Neto, disse que, se a empresa não efetuar os pagamentos, haverá uma mobilização dos trabalhadores para cobrar os responsáveis pelo descumprimento de um direito básico, o pagamento dos salários. “Vamos reunir os trabalhadores e mostraremos para a sociedade o que esta acontecendo aqui, quem sabe assim, a empresa faz a sua parte”, destacou Neto.


Desfecho - Até o encerramento dos trabalhos no sindicato hoje, às 18h, os trabalhadores não tinham recebido os pagamentos. Tudo indica que, durante a nova assembléia dos trabalhadores e do Sindetanol, na praça central de Santo Anastácio, vai ser colocada em votação a opção pela mobilização e permanência dos trabalhadores nas proximidades da usina até ser resolvido o problema.



PALAVRA DO PRESIDENTE

25/03/2020

Por dia melhores, é preciso lutar contra o coronavírus mantendo o emprego e geração de renda

ler palavra do presidente

ACORDO COLETIVO

Acompanhe aqui os acordos coletivos

JORNAL

Ultima Edição

Novembro/2019

ver edição

ARQUIVOS
ONDE ESTAMOS

Rua Estevan Peres Bomediano, 79
CEP: 19.023-380 - Jd. Paulista
Presidente Prudente - SP

ATENDIMENTO

(18) 3221-6278

sindetanol@sindetanol.com.br

© 2020 Sindetanol. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Prudente Empresas