Sindetanol participa de mobilização contra o projeto de lei 4330/04 - SINDETANOL

SINDETANOL

Sindicato dos Trab. na Ind. Quím. Farm. e Fabr. de Álcool, Etanol,
Bioetanol e Biocombustível de Presidente Prudente e região

Sindetanol participa de mobilização contra o projeto de lei 4330/04

O tesoureiro geral do Sindetanol, José Aparecido dos Santos e os diretores Celino de Matos e Jorge Francisco, em companhia de vários diretores do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Fabricação do Álcool, Químicas e Farmacêuticas de Rio Preto e Região (Sindalquim) e de outras cidades, participaram de manifestação contra o projeto de lei 4330/04, que trata da terceirização, realizada na quarta-feira (15/04), em frente à Câmara Municipal de São José do Rio Preto. 


Conforme o presidente do Sindaquim, Almir Aparecido Fagundes, “os sindicalistas presentes no ato são totalmente contrários ao projeto de terceirização devido a perda de vários benefícios que vão afetar a vida dos trabalhadores”. Ao citar exemplos, Fagundes alertou para a possibilidade dos trabalhadores perderem avanços e conquistas significativas como: salário, horas extras, adicional noturno, PLR (participação nos lucros e resultados), vale transporte, uniforme, ticket alimentação, horas in itinere, recolhimento de FGTS, INSS, convênio médico e odontológico, entre outros benefícios.


Abordando a questão da mobilização do Sindetanol em diversas frentes de luta, Santos disse que, a diretoria está atenta e participativa em benefício dos trabalhadores, em conjunto com outros sindicatos e a Fequimfar. “Temos uma presença ativa em mobilizações sindicais como manifestações, greves, eleições e fóruns de discussões, sempre com o objetivo de garantir os direitos dos trabalhadores, destacou o dirigente”.
Por sua vez, o presidente do Sindetanol, Milton Sobral, lembrou, a partir de inúmeras atividades desenvolvidas, que um sindicato de trabalhadores é, acima de tudo, uma organização sindical que defende interesses de uma categoria profissional em todos os níveis e espaços.


Segundo Sobral, “já vai longe o tempo em que a luta principal era focada principalmente na questão salarial, não que hoje está bandeira não seja levantada e discutida com o setor patronal, mas as questões sociais e políticas, que interferem diretamente no dia a dia das famílias dos trabalhadores, também ocupam grande espaço nas mobilizações dos sindicatos” destacou Sobral.

Fonte: Com informações do Sindalquim/AI



PALAVRA DO PRESIDENTE

25/03/2020

Por dia melhores, é preciso lutar contra o coronavírus mantendo o emprego e geração de renda

ler palavra do presidente

ACORDO COLETIVO

Acompanhe aqui os acordos coletivos

JORNAL

Ultima Edição

Novembro/2019

ver edição

ARQUIVOS
ONDE ESTAMOS

Rua Estevan Peres Bomediano, 79
CEP: 19.023-380 - Jd. Paulista
Presidente Prudente - SP

ATENDIMENTO

(18) 3221-6278

sindetanol@sindetanol.com.br

© 2020 Sindetanol. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Prudente Empresas