Trabalhadores demitidos entregam documentos para ação judicial contra a Floralco - SINDETANOL

SINDETANOL

Sindicato dos Trab. na Ind. Quím. Farm. e Fabr. de Álcool, Etanol,
Bioetanol e Biocombustível de Presidente Prudente e região

Trabalhadores demitidos entregam documentos para ação judicial contra a Floralco

Conforme combinado na última segunda-feira(23), cerca de 250 ex-trabalhadores da Usina Floralco, estiveram reunidos na manhã desta quarta-feira(25), na Câmara Municipal de Flórida Paulista com dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas, Farmacêuticas e Fabricação de Álcool, Etanol, Bioetanol e Bicombustíveis de Presidente Prudente e Região. (Sindetanol) que representa a categoria.


Na reunião de hoje, os trabalhadores demitidos da Floralco entregaram para o presidente do Sindetanol, Milton Ribeiro Sobral e pelo advogado Luiz Carlos Tecianeli Ezarqui, responsável pelo setor trabalhista do departamento jurídico do sindicato, a documentação necessária para a devida ação na Justiça do Trabalho contra a empresa, que os demitiu e não pagou os direitos trabalhistas.


Com o aviso prévio assinado pelos ex-trabalhadores desde o dia 9 de julho, a empresa deveria pagar os valores sem multa até a última sexta-feira (20), mas não o fez e propôs parcelar a dívida.


Conforme o presidente do Sindetanol, Milton Sobral, a usina quer parcelar em três vezes o valor da rescisão, com os pagamentos previstos somente para os meses de agosto, setembro e outubro. Quanto aos salários em atraso, a previsão da empresa é de que sejam pagos na segunda quinzena do mês de julho. Em assembléia os trabalhadores não aceitaram estas propostas.


“Nosso propósito é atender os trabalhadores e amenizarmos os problemas que já enfrentam. Acreditamos que o caminho jurídico tomado é o correto e já dará agilidade no recebimento de alguns direitos, porém, já os alertamos de que para determinadas questões legais não é possível prometer um prazo para a solução”, disse Sobral. 
A direção da Usina Floralco fez contato ontem com o presidente do Sindetanol, Milton Sobral e foi agendada uma reunião nesta quinta-feira(26), às 9h, para tratarem das pendências existentes. A expectativa do presidente do Sindetanol é que seja feita uma nova proposta para os trabalhadores.

Entenda o caso - Em abril de 2013, durante assembléia de credores foi aprovada a venda da Floralco Açúcar e Álcool, de Flórida Paulista para a holding GAM Participações e Empreendimentos S/A, sediada em São Paulo, e que atua nos setores de cana, soja e pecuária em diversos Estados brasileiros. Na ocasião, a holding assumiu os compromissos financeiros de pagar R$ 150 milhões em oito anos, além de uma dívida trabalhista de R$ 20 milhões e um passivo junto aos fornecedores e parceiros agrícolas no valor de R$ 16 milhões.
 



PALAVRA DO PRESIDENTE

25/03/2020

Por dia melhores, é preciso lutar contra o coronavírus mantendo o emprego e geração de renda

ler palavra do presidente

ACORDO COLETIVO

Acompanhe aqui os acordos coletivos

JORNAL

Ultima Edição

Novembro/2019

ver edição

ARQUIVOS
ONDE ESTAMOS

Rua Estevan Peres Bomediano, 79
CEP: 19.023-380 - Jd. Paulista
Presidente Prudente - SP

ATENDIMENTO

(18) 3221-6278

sindetanol@sindetanol.com.br

© 2020 Sindetanol. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Prudente Empresas